HUMANAR

RUA BRIGADEIRO GALVÃO, 996

BARRA FUNDA

T. (11) 3047.3047

T.(11) 3807.1434

REDE DE ESTUDO

É um novo modelo e formato de pedagogia jurídica, voltados às necessidades atuais do profissional de Direito.

Aproxima a dogmática da prática profissional, mediante o desenvolvimento de uma experiência colaborativa: o conhecimento circula em redes, alunos – professores – alunos.

Assim, o professor passa a ser o tutor em um ambiente de aprendizagem circular, participativo e problematizador, a contar de um sólido projeto pedagógico.

Para isso, conforme a necessidade do grupo, gerencia-se a contratação dos melhores tutores com mobilidade e agilidade na proliferação do conhecimento.

Na comunidade Humanar, alunos e professores identificam os problemas práticos, as questões contemporâneas, as inovações e se organizam para aprender.

Daí, existiram:

> Cursos

> Laboratórios

> Encontros de Atualização

> Grupos de Estudo e Leitura

 

Venha fazer parte da comunidade dos que vivem para o Direito ser interpretado, pelo prisma da liberdade dos indivíduos.

CONFIRA NOSSO CALENDÁRIO 2020

SÃO PAULO

II Encontro de Atualização – Lei Anti-Crime

(Evento em comemoração aos 19 anos de Moraes Pitombo Advogados)

MÓDULO II

CURSO DE DIREITO PENAL ECONÔMICO

Março: Sistema Tributário Nacional (Roberto Quiroga Mosquera) e Crimes contra a ordem tributária (Cecilia Mello).

 

Abril: Entenda o mercado de capitais e Mercado de capitais e atuação da CVM: direito administrativo sancionador – em 29/04

 

Maio: Insider Trading e Manipulação do Mercado de Capitais: 1. Visão da CVM - 2. Visão da justiça penal – em 28/05

 

Junho: Crimes contra o meio ambiente (Guilherme Nostre) e Crimes contra o patrimônio histórico (Antonio Pitombo) – em 25/06

CURSO DE HISTÓRIA DO DIREITO PENAL NO BRASIL

Profº Álvaro Andreucci

Início: 18/03 (A cada 15 dias)

Duração: 4 meses

RIO DE JANEIRO

LABORATÓRIO 

DE APRENDIZAGEM

Encontros no escritório Moraes Pitombo Advogados, no Rio de Janeiro, para debater sobre a lavagem de dinheiro, crimes correlatos e seus efeitos em diversos ramos do direito – às quintas-feiras.

 

 

Março: Entenda o que é lavagem de dinheiro. Compreenda os documentos internacionais e sua origem - em 19/03.

 

Abril: O que se quer punir com a lavagem de dinheiro e o que isso afeta nas relações privadas? – em 16/04

 

Maio: Entenda os elementos do crime de lavagem e se pergunte: realmente importa o crime antecedente? Por que? O que isso significa para as investigações (públicas e privadas)?- em 21/05

 

Junho: Debate sobre casos importantes quanto à Lavagem de Dinheiro e estratégias para defesa neste delito. – em 18/06

 

Julho: Qual a importância do compliance? Sua empresa tem um compliance eficiente?

 

Agosto: A criação do COAF e pessoas sujeitas ao mecanismo de controle. Estão os advogados também sujeitos a tais mecanismos?

 

Setembro: O crime de organização criminosa dentro de sociedades empresárias. Entenda a diferença entre criminalidade de empresa e empresa criminosa.

 

Outubro: O crime de corrupção ativa. Considerações sobre os elementos do crime e seu momento de consumação. Corrupção e empresa. Responsabilidade administrativa e civil.

 

Novembro: Do estelionato. Saiba identificar se presentes todos os elementos típicos de uma fraude e se ocorreu também lavagem de dinheiro.

 

Dezembro: Encerramento com coquetel.

BRASÍLIA

PACOTE 

ANTI-CRIME

Março -  A Delação Premiada: marco normativo, natureza jurídica e problemas atuais - em 17/03.

Abril - O novo acordo de não persecução penal nas esferas penal e cível - em 14/04.

Maio - A leniência e sua experiência recente no Brasil. A guerra de atribuições estatais e seus riscos para a leniência - em 19/05.

Junho - A delação premiada como negócio jurídico processual e a competência do juiz de garantias - em 9/06.


 

Agosto - Estratégias e experiências na condução e negociação da delação premiada e da leniência - em 11/08.

Setembro - Leniência e Improbidade Administrativa - em 8/09.

Outubro - Delação Premiada e Responsabilidade Civil - em 20/10.

Novembro - Quebra de acordo na delação premiada, devido processo legal e efeitos, em 10/11.

Dezembro - O Ministério Público tem a palavra: a visão deles sobre o estado da arte nessas questões de delação premiada e leniência. Encerramento, em 8/12.